A popularização das redes sociais e dos aplicativos de mensagem, principalmente o WhatsApp, parece ter derrubado o uso de mensagens de texto. Não há quem não pense que o SMS tenha ficado em segundo plano. Na troca de mensagens pessoais, com amigos, família e até em grupos profissionais, talvez essa forma de comunicação tenha realmente caído em desuso. Mas no mundo corporativo, o disparo de SMS ainda é uma ferramenta muito utilizada pelas empresas.

A Força do SMS

O movimento do mercado comprova a força do SMS na comunicação das marcas com os clientes. Em 2017, só no Brasil, o volume de mensagens de texto enviadas por empresas para consumidores finais (A2P) será de 6,6 bilhões. O país é o segundo em volume de envio de SMS, atrás da Inglaterra, com 19,3 milhões. Alemanha (5,5 bilhões), Argentina (2,5 bilhões) e Espanha (2,2 bilhões) completam a lista. Os números são da pesquisa da Accenture encomendada pela Telefónica, que ainda confirma que o uso da ferramenta como canal de comunicação A2P continuará a crescer em todo o mundo nos próximos dez anos, estimando o envio de 2,19 trilhões de mensagens de texto, que somarão US$ 50 bilhões em receitas até 2018.

Até por conta desse cenário de crescimento, há um movimento do Google para modernizar a tecnologia junto às empresas de telefonia móvel e transformá-la no RCS (Rich Communications Services), deixando-na mais próxima dos apps de mensagem, permitindo o envio de textos mais longos (ao contrário do SMS que hoje é limitado a 160 caracteres) e o uso de imagens, emojis, botões e outros formatos multimídia.

Quando uma empresa precisa interagir com seus usuários finais e deseja alcançar esse público de forma rápida e direta, deve considerar a inclusão do SMS no planejamento de comunicação. Usado para campanhas de marketing, mensagens de autenticação ou alertas de entrega e confirmações em tempo real, o disparo de SMS é eficaz pois é compatível com qualquer modelo de celular e possui altas taxas de leitura, chegando a 97% conforme dados do Google Global Messaging Summit de 2017, e também altas taxas de conversão, como veremos mais à frente. Além disso, segundo estudo Associação Global de Operadoras (GSMA) em 2020, 5,7 bilhões de pessoas, ou seja, três quartos da população mundial, terão um celular.

O segmento do varejo é um exemplo de como a ferramenta pode ser utilizada em diferentes momentos da comunicação com o cliente. O disparo de SMS no varejo atende a uma infinidade de possibilidades, inclusive para o e-commerce: é possível fazer a divulgação de ofertas de produtos, promoções em datas comemorativas, inauguração de lojas, informar sobre o vencimento de parcelas, ou qualquer outro tipo de contato com o cliente, seja para atraí-lo para a loja (física/virtual), oferecer desconto, rastrear pedidos e encomendas, ou apenas para expandir o relacionamento da marca com seu público. O SMS ainda pode ser personalizado e enviado com o nome do cliente, basta que ele esteja cadastrado corretamente no mailing da empresa.

Retorno de Investimento com SMS

Além da variedade das mensagens e do tipo de comunicação desejada, o SMS é certeza de bom retorno de investimento. Começando pelo seu baixo custo. É um dos tipos de mensageria mais em conta no Brasil, sendo mais barato que as mídias tradicionais – o disparo de um SMS não passa de centavos. E também há garantia de entrega, tornando-o um dos canais mais eficientes para a comunicação instantânea, pois seu recebimento independe de o cliente ter créditos ou pacote de dados no seu celular ou estar conectado em alguma rede de internet. Basta ter seu número de telefone cadastrado na base de dados da empresa. Ainda mais pelo fato de que hoje, só pouco mais da metade dos usuários de celulares têm acesso à internet móvel 3G e 4G, de acordo com a pesquisa da GSMA.

Vamos mostrar alguns exemplos do ROI (retorno sobre investimento) positivo do SMS: em uma campanha para chamar os clientes para a loja física, informando uma queima de estoque, uma marca de roupas conseguiu impressionantes 400% de ROI. Os SMS’s  geraram 18 mil vendas e uma receita de R$ 1 milhão. Em outro caso, foram disparados SMS’s para convidar os clientes para a inauguração de uma loja de eletrodomésticos, com promoção de produtos. O resultado foi um ROI de 40% sobre o valor investido, com 5 mil vendas e receita de R$ 245 mil com uma única mídia, o SMS. E o que dizer da loja que zerou o estoque de um tipo especial de travesseiros no mesmo dia em que enviou mensagens de texto aos clientes sobre o produto?

Como vimos, não se pode negar a efetividade do SMS na comunicação com o cliente e para a conversão em vendas. Ainda mais se observarmos que o investimento em marketing pelas mídias sociais, considerado bastante eficaz e personalizado, traz taxas de conversão entre 15% e 20%, em média. Por isso, não esqueça de incluir o disparo de SMS corporativo no planejamento de mídia da empresa. Esta ferramenta pode trazer resultados rápidos e com baixo custo.

Como usar as  datas comemorativas para gerar vendas

Confira nosso e-book “Como usar as
datas comemorativas
para gerar vendas”!