Uma das principais tendências para o marketing são os bots. Ainda com pouco tempo de desenvolvimento no Brasil – a tecnologia começou a ser utilizada no país em meados de 2016 – o bot já se tornou um meio relevante para marcas e personalidades se relacionarem com os seus públicos.

Inovador e com diversas possibilidades de interações, o canal está ganhando força em variadas campanhas. Por meio da tecnologia dos bots, que utiliza inteligência artificial para o cruzamento de dados pré-definidos, é possível dar respostas instantâneas e mais acuradas aos clientes, além de oferecer conteúdos e serviços exclusivos aos usuários.

Um dos canais em expansão para os bots é o chat pelo Messenger do Facebook – segundo dados da empresa de Mark Zuckerberg, já são 30 mil bots pelo Messeger espalhados pelo mundo, e cerca de mil deles já estão à disposição dos brasileiros.

O ChatClub, por exemplo, já é um sucesso no uso de bots. A plataforma tem  formato self-service, que permite às empresas criarem e personalizarem bots por meio de configurações de módulos e fluxos e com acompanhamento de métricas. Tudo isso sem a necessidade de saber programar. Essa facilidade de uso da plataforma já alavancou cases de sucesso no Brasil e ao redor do mundo, como o do UFC Brasil e América Latina, Luan Santana, Avon e CiaShop fazendo com que o ChatClub seja um dos principais parceiros do Facebook Messenger.

O post de hoje traz exemplos práticos deste novo canal de contato com o público e de que forma os bots podem ser integrados ao planejamento das suas campanhas de marketing. Confira!


Diferenciais do bot pelo Messenger

A intenção do bot é facilitar a comunicação e ficar mais próximos dos usuários. Por isso, cada vez mais conteúdos e serviços exclusivos são oferecidos por este canal. A ferramenta também pode ser utilizada como um eficiente FAQ, tirando dúvidas e resolvendo possíveis problemas e reclamações de clientes, funcionários e até consultores, como é o caso do bot usado pela Avon.

  • Retenção do Público

Pela facilidade de acesso e diversas funcionalidades já conhecidas pelo público em um mesmo ambiente, os bots podem alcançar taxas de retenção superiores a 40%.

Além disso, a experiência é bastante amigável. Ao entrarem em contato com as páginas de empresas, canais de esporte e entretenimento, geradores de conteúdo ou mesmo personalidades de diferentes áreas, os usuários  “conversam” da mesma forma como se estivessem trocando mensagens com os amigos pelo Messenger.

  • Estar onde o público está

Outra vantagem é já estar onde seu público está. Hoje, são quase 2 bilhões de pessoas no Facebook, mais de 100 milhões delas no Brasil. Assim, o usuário não precisa baixar um novo aplicativo para interagir com a marca, não havendo fricção e criando um atalho na comunicação, pois ele pode simplesmente usar as mensagens para se relacionar com a marca.

  • Maior Interatividade

Há possibilidade do usuário se subscrever para receber informações personalizadas de acordo com seus interesses. Como o bot é receptivo, o ‘start’ na comunicação é toda do usuário, evitando ruídos e desgastes. Da mesma forma, se quiser desativá-las basta dar o comando ‘Sair’ e desativar o aplicativo.

  • Métricas Reais

    bot

Algumas plataformas, como a do ChatClub, permitem que sejam avaliadas métricas como: base total de contatos, número de usuários ativos, retenção, categorias/assuntos mais acessados. No caso de FAQ e e-commerce, além das métricas gerais, há algumas mais específicas do business como: dados da pesquisa de satisfação, taxa de carrinho abandonado, perguntas mais enviadas.

O acompanhamento possibilita o ajuste do atendimento e um melhor planejamento ou até uma intervenção no andamento da campanha de marketing.

  • Redução de Custos

O bot é um canal que fica disponível em tempo integral (24/7) para atender o usuário e também otimiza o atendimento humano, reduzindo assim a necessidade do mesmo. Isso porque filtra os atendimentos e repassa apenas o que de fato não consegue resolver ainda.

Interação com outras mídias sociais

Os bots são ferramentas que podem interagir com outras mídias sociais, como Youtube, Instagram e Twitter, e sua inclusão nas campanhas de marketing abrem um leque de alternativas para divulgação, promoção ou venda de produtos, serviços e conteúdos.

Você pode divulgar o bot no Messenger em transmissões do Youtube, utilizando as chamadas em vídeo para estimular sua audiência a se conectar ao bot. Ou vice-versa, notificando sua base do bot sobre um novo vídeo no Youtube e possibilitar que o usuário assista o vídeo alí mesmo no Messenger.

Outro exemplo é utilizar o Twitter para enviar uma Direct Message (DM) contextualizada para os usuários que seguem sua marca nesta rede social informando sobre o bot e suas funcionalidades. Com alguns gatilhos configurados – uma determinada hashtag, palavras no tweet ou uma combinação de ambas – você faz o usuário receber uma DM assim que ele tweeta algo relacionado ao tema definido para ativar esses gatilhos. Essa mensagem pode conter um link para o bot, e lá dar um desconto exclusivo para um produto novo da marca, por exemplo.

Outra maneira é convidar novos usuários através de Live’s pelo Facebook. A flexibilidade do Live permite mostrar aos usuários todo o processo de entrada no Bot e, instantâneamente, medir a reação dos fãs.

E ao usar o Instagram, você pode pedir aos usuários que entrem na página do Facebook e enviem uma mensagem para sua página, ou então incluir um link para o bot em sua descrição de perfil.

  • Cases com celebridades

Para mostrar o impacto do bots em campanhas digitais, vale citar a página de um cantor brasileiro, que já possui base próxima a 1 milhão de pessoas e troca cerca de 4 milhões de mensagens por dia. Além de ficar mais próximo dos fãs, ele também usa o canal para fazer ações promocionais e aumentar a venda em seu e-commerce. Em uma das ações direcionou mais 50 mil pessoas para o site e dessas, teve conversão de 24% em vendas.

Outro case de destaque é de um astrólogo, que com uma comunicação constante com seus seguidores pelo bot, consegue direcionar 29% da base desse ambiente para o site e desses, 7,5% são novos usuários do site.

  • Possibilidade de expandir a atuação

Os dados captados pelos bots também são aliados na hora de expandir o atendimento ou instalar novas lojas. No ChatClub por exemplo há uma feature pela qual o usuário pode compartilhar sua localização. Com essa facilidade, as empresas conseguem saber onde seu público está e um varejo pode usar esses dados para expansão, direcionamento de campanhas ou mesmo ampliar as possibilidades para entrega de encomendas. 

Graças ao bot Amigo Anônimo, o Alcoólicos Anônimos (AA) expandiu em mais de 30% sua cobertura pelo país, engajando pessoas em cidades muito além da sua atuação física. A feature de compartilhar localização foi colocada para que o bot pudesse indicar o grupo de apoio mais próximo às pessoas que pediam ajuda.

Campanhas offline também são possíveis

Já as campanhas offline podem ser integradas via QRCode. É possível criar um código para ser aplicado em publicidade de revistas, jornais, convites, panfletos e outras artes impressas e direcionar o público para ser atendido dentro dos bots, incluindo conteúdos e serviços ou apenas trocando informações e tirando dúvidas.

Se seus clientes demonstraram interesse nessa ferramenta e querem mais informações sobre o funcionamento e aplicação dos chatbots, entre em contato e conheça o ChatClub.